Tweet about this on TwitterShare on FacebookEmail this to someone

Nesta terça–feira, 23, o programa Giro do Boi recebeu a visita de José Roberto Bischofe Filho, gerente de confinamentos da JBS. Em relato, Bischofe confirmou boas projeções para a terminação em cocho neste ano. “2017 é o ano para confinar porque o custo de engorda está muito barato”, disse o gerente, referindo-se à baixa dos preços do milho. Neste ano, o valor da saca do cereal custa cerca de R$ 15 reais no estado de Mato Grosso, maior confinador de gado de corte do País, preço bastante inferior ao observado no ano passado, quando superava os R$ 35/ saca.

Bischof aproveitou participação para reforçar o convite para o dia de campo no Cetap – Centro de Tecnologia da Aliança da Produtividade – de Guaiçara, interiore de São Paulo. O evento acontecerá no próximo dia 02 de junho. Confira, abaixo, mais informações:

Dia de Campo no Cetap – Unidade de Guaiçara-SP

Quando: 02/06/2017

Programação
08h – Credenciamento | Coffe Break
09h – Palestra – Fábio Dias
10h – Cetap – Fernando Sagrado
11h30 – Palestra: Antônio Chaker – consultor
12h30 – Almoço
13h – Encerramento

Local: Local: Via de acesso José Martinez Rodrigues | KM 1,5 – Guaiçara – SP –
Contato: (14) 3547 9050

O centro de tecnologia possui em sua estrutura 141 baias, com boa possibilidade de armazenagem e distribuição de ração. Em quaisquer modalidades de negócios para médios e pequenos pecuaristas que precisem utilizar o confinamento na entressafra, não há desembolso inicial. Custos referentes a frete, engorda são descontados ao final do período de cocho, após os abates dos animais.

Veja abaixo lista de benefícios aos parceiros dos Cetaps:

– Antecipação de recebíveis;
– Frete do gado magro e custo da alimentação são acertados após o abate;
– Aquisição do rejeito de cocho;
– Mortes são responsabilidade do confinamento;
– Preferência na escala do abate;
– Manejo sanitário;
– Padronização de procedimentos;
– Acompanhamento nutricional;
– Relatórios completos por curral;
– Manejo com práticas de bem estar e conforto animal;
– Possibilidade de aumento da lotação (UA/ha), aumento de desfrute (kg/ha/ano) e de faturamento (R$/ha);
- Utilização de novas tecnologias oferecidas pelas empresas parceiras da Aliança da Produtividade (Boehringer Saúde Animal e Tortuga DSM).